R.I.P. Famosos

September 1, 2014

Entre tantos questionamentos do universo, vida e morte estão entre os que mais rendem assunto; assim como sucesso e fama, tema que tratamos tantas vezes aqui no #ProfissãoFamoso e, em um ano que tem sido marcado por tantos falecimentos de pessoas públicas, aproveito para falar um pouco sobre quando uma estrela se apaga na Terra para brilhar no céu.

 

Para iniciar essa reflexão, lembro de um trecho da obra A Hora da Estrela, de Clarice Lispector, que ilustra essa postagem: “Pois na hora da morte a pessoa se torna brilhante estrela de cinema. É o instante de glória de cada um!” e penso que, ainda no caso dos artistas, que já vivem sob os holofotes, também uma manchete de morte atrai a atenção da mídia e promove a comoção do público, que lamenta a fatalidade e especula as razões para as mortes prematuras, tão comuns entre os ídolos das massas.

 

Não raro vemos notícias que envolvem jovens celebridades mortas por uso excessivo de drogas ou suicídio e inevitavelmente nos vem à mente a pergunta: mas por quê? Parecia tão feliz, estava no auge da carreira, tinha fama, dinheiro, sucesso.  Será?

 

Um recente estudo britânico aponta que artistas e, especialmente, humoristas têm maior pré-disposição aos distúrbios psicológicos que possam levar à depressão. O psicólogo Frederico Mattos citou, para o site Sobre a Vida, algumas características pessoais que vemos nos indivíduos que, embora consideradas qualidades, quando exacerbadas podem indicar uma psicopatologia. Veja:

 

Produtividade e Perfeccionismo – Embora tais características sejam bastante apreciadas, especialmente no mercado de trabalho, podem representar ansiedade e transtorno de personalidade obsessiva, respectivamente. A ansiedade pode significar uma insegurança com o que situações inesperadas e, por isso, a necessidade de antecipar as tarefas, parecendo produtivo. O perfeccionismo por sua vez, pode fazer com que a pessoa se torne tão excessivamente metódica e exigente consigo mesma que não consiga caminhar prosseguir com sua vida senão seguindo as inúmeras regras a que se impôs; daí a personalidade obsessiva.

 

Pessoas obstinadas e visionárias – Assim como os perfeccionistas, as pessoas extremamente obstinadas também podem sofrer de algum transtorno obsessivo, isso pode ocorrer quando se apegam à um ideal, o qual querem alcançar mesmo que sem perspectivas para tal. Os visionários, por sua vez, ao verem-se com ideias tão incríveis e à frente de seu tempo, podem se sentir isoladas e esquisitas frente à sociedade e, assim, desenvolver um quadro de Transtorno de Personalidade Esquizotípica.

 

Sensualidade – Quando sensualidade extrapola os limites de espaço e tempo e a necessidade de chamar a atenção se torna exagerada, dramática e desesperada, pode gerar ao indivíduo problemas de relacionamento, além de causar-lhe uma instabilidade emocional, sinais do Transtorno de Personalidade Histriônico

 

Pessoas cheias de opinião – Aqueles que sempre tomam a dianteira diante de uma situação, que se posicionam sobre todos os assuntos e parecem impassíveis diante de qualquer problema, embora personalidades e líderes invejáveis, quando não apresentam traços de afetuosidade e generosidade para permitirem que os outros brilhem também, podem ser portadores do Transtorno de Personalidade Narcisista.

 

Esses e outros transtornos podem atingir celebridades ou indivíduos anônimos e, não necessariamente, a apresentação de uma ou outra característica pode revelar uma patologia, no entanto, quando associadas ou em níveis mais avançados, desencadeiam diversas confusões mentais que podem levar à depressão ou mesmo uso de substâncias entorpecentes como fuga da realidade. (Para saber mais, veja o artigo completo de Mattos aqui.)

 

A ampla visibilidade a que as pessoas públicas são expostas diariamente, bem como a cobrança que sofrem, de si mesmas e de terceiros, para manterem-se sempre com uma imagem positiva perante a mídia e, além disso, a ânsia por alcançar a admiração e respeito do público, podem gerar altos níveis de stress nas celebridades caso essas não tenham um bom acompanhamento em seu gerenciamento de carreira.

 

Por esse motivo é sempre importante lembrar que mais importante que a imagem em si, é a estrutura psicológica e administrativa existente por trás do artista. E se você acha que “ser uma estrela” é fácil, bom definitivamente você não está na cabeça de nenhuma delas. 

 

Please reload

Posts Recentes

September 1, 2014

Please reload

Procurar por tags
Please reload

siga nas redes sociais
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • Snapchat Social Icon
  • Blogger Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon

© 2020 por Profissão Famoso